Sempre que alguém recebe ou alcança um cargo de gestão vem junto, entre tantas outras coisas, o “poder” que ele terá a partir dessa nova condição em sua vida. E sejamos sinceros, algumas pessoas querem esse novo lugar porque, segundo suas crenças, ninguém mais poderá negar seus pedidos ou discutir suas ordens. Sua equipe e seus colegas de trabalho serão considerados seus subordinados e, caso ousem responder algo diferente do que você queira ouvir, não servem para trabalhar com você.

Além dessa noção de poder, vem também a certeza de que é você quem sabe de tudo. Essa sensação faz com que a pessoa acredite que a sua percepção e a sua opinião sobre qualquer coisa, lhe certifica a colocar em xeque o trabalho dos demais. É tipo, “eu mando e entendo sobre tudo”, e o que menos se discute e se cobra em toda essa discussão é o respeito e a gentileza que devem ser inerentes ao cargo ocupado. Há um provérbio celta que diz “a verdadeira grandeza conhece a gentileza”, e quando não se percebem essas características num gestor dentro de uma organização, a cultura organizacional deve ser repensada.

Independente do cargo que uma pessoa ocupa na organização ou do papel que ela tenha no mundo, merece ser tratada com respeito e gentileza. As suas ideias devem ser respeitadas, a sua história de vida, as suas dores e as suas experiências podem contribuir com a gestão se forem levadas em consideração pelo gestor. O profissional que sabe respeitar e gerir todo o conhecimento adquirido na experiência de vida, tanto da sua equipe quanto de seus colegas e na sua própria, deixará um legado de competência e profissionalismo que o colocará em qualquer posição de destaque que almeje. 😉

Esse texto não quer deixar uma ideia da “divindade que se espera de um gestor”. Essa ideia de divindade está muito longe do papel que se deve desempenhar, porque para gerir uma organização você também precisa cobrar resultados, orientar ações e posturas profissionais, deixar o lado emocional de lado e focar no lado racional na maioria das vezes, mas é certo de que dá para fazer isso tudo com muito respeito e gentileza.

É só sair do pedestal em que você se colocou e tentar. O pior que pode acontecer é você chegar ainda mais longe. 😉

Leia Também

Deixe seu comentário